30
ago

Desembarco de vagas no Pecém.

publicado no Caderno 2.

As diferentes obras como a da Companhia Siderúrgica do Pecém, da Refinaria Premium II, da Usina Termoelétrica Porto do Pecém e do Terminal de Múltiplo Uso, vão absorver grande número de trabalhadores.

   Ainda sem previsão para o início das obras, a refinaria é o empreendimento que deve ser responsável pela criação da maior quantidade de empregos. Para serem concluídas, suas instalações precisarão da mão de obra de aproximadamente 90 mil trabalhadores. Por exemplo, para a terraplanagem serão necessários dois mil operários.

   Profissionais da construção civil, engenharia, eletromecânica e administração terão ainda mais oportunidades nos próximos anos, devido à alta demanda por trabalhadores dessas áreas. O que significa que os próximos três anos serão de elevadas perspectivas empregatícias, principalmente para trabalhadores que residem nos municípios de São Gonçalo do Amarante e Caucaia.

Para os projetos da siderúrgica, da refinaria e do terminal do Pecém, existe um acordo do Governo do para privilegiar a contratação de mão de obra local. Fique atento.

SIDERÚRGICA

   De acordo com a gerência de recursos humanos da Companhia Siderúrgica de Pecém, existe um acordo com o Governo do Estado para privilegiar a contratação de mão de obra local, evitando a importação de recursos humanos. Assim, será mais propícia a geração de novos profissionais para a área da siderurgia no Ceará.

   Com a necessidade de mão de obra direta e indireta, os gestores de todos estes projetos seguirão investindo na capacitação de seus contratados para atender as demandas dos empreendimentos. Um exemplo dessa necessidade de qualificação é a parceria confirmada entre o Centro Vocacional Tecnológico de São Gonçalo do Amarante (município onde está localizado o Porto do Pecém) e o SENAC. Mais de um milhão de reais está sendo investido na realização de 48 cursos profissionalizantes.

11 MIL VAGAS PARA JOVENS

   Em todas as fases dos projetos desenvolvidos na região do Pecém serão ofertadas oportunidades para profissionais e estudantes. Quase 11 mil vagas serão abertas para estagiários e trainees. Se você tem interesse em um desses postos fique atento: além de mudar a realidade econômica e social de Caucaia e São Gonçalo do Amarante, esses projetos também podem mudar a sua vida.


ONDE ESTÃO OS TRABALHOS NO PECÉM

   O Coordenador de Educação Profissional da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Ricardo da Costa e Silva, traça um panorama geral sobre as oportunidades de emprego geradas a partir do Complexo. O pesquisador fez um levantamento dividido em três segmentos: atividades de pequeno, médio e grande porte, nas quais os profissionais capacitados têm a oportunidade de conseguir empregos.

   Algumas do pequeno porte são no fornecimento de bens e serviços de vigilância, apoio administrativo, comunicação, lavanderia industrial, informática e provisão de equipamentos pessoais, uniformes e extintores. Já no quesito “médio porte” Silva destaca atividades de manutenção predial, locação de veículos e andaimes tubulares, revisão de sistemas de ventilação e ar condicionado, pintura, limpeza, e manutenção de motores e sistemas. Além dessas áreas, estão encaixadas nas atividades de grande porte a alimentação, o transporte de pessoal, a manutenção de grandes máquinas, movimentação de cargas e operação de pátios de enxofre e coque.

   O Coordenador esclarece que não só o Complexo em si vai oferecer atividades diretamente ligadas a ele, mas milhares de outras que acontecem indiretamente, por conta da necessidade do pleno funcionamento.

Terminal, usina, refinaria e siderúrgica: empregos que vêm com o crescimento.

CHANCES DE CRESCER NO PECÉM COM:

* Terminal de Múltiplo Uso
2,7 mil empregos

* Usina Termoelétrica Porto do Pecém
4 mil empregos

* Companhia Siderúrgica do Pecém
37 mil empregos

* Refinaria Premium II
90 mil empregos

 

CENTRO DE TREINAMENTO

   Com a proposta de capacitar mão de obra básica para os projetos estruturantes do Estado; tais como a Refinaria da Petrobras, Siderúrgica, energias renováveis e mineração; o Governo cearense decidiu criar o Centro de Treinamento Técnico do Ceará (CTTC), visando atender a demanda de qualificação de trabalhadores do Complexo Industrial e Portuário. Abrangendo principalmente as forças de trabalho dos municípios de Caucaia e São Gonçalo do Amarante.

   O CTTC está sendo construído e fica localizado no entroncamento das rodovias CE-085, conhecida como Via Estruturante e CE-422, em Caucaia. “Serão treinadas 10 mil pessoas por ano e beneficiadas 48 mil”, afirma René Barreira, Secretário de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Ceará. A estrutura física da escola contempla blocos de diferentes cursos: eletromecânica, construção civil, petroquímica e administração.

    A partir de 2012, haverá cursos com carga horária de 60 a 120 horas/aula. Segundo Barreira, como o Centro vai atender a demanda do Complexo, os cursos serão flexíveis e de máximo aprofundamento. Vale ressaltar que os cursos serão totalmente gratuitos e o público alvo pode ser qualquer pessoa acima de 16 anos. A precisão é que a Escola entre em funcionamento no início de 2013.

SERVIÇO.
Sine/IDT Pecém: Rua do Cajueiro, s/nº – Pecém -CE (Horário de Funcionamento: 8h às 17h) (85) 3315-1375.
CVTEC São Gonçalo do Amarante: Rua Estrada da Liberdade, s/nº – São Gonçalo do Amarante – CE (85) 3315.4503.