23
ago

Aprendiz empolgado: “Estou progredindo a cada dia”.

publicado no Caderno 1.

   As últimas tecnologias em informática se apresentam como elementos tecno-culturais com renovação num período médio de três a seis meses.


Os serviços técnicos para estes insumos e equipamentos solicitam novos especialistas, que possam entender e consertar rapidamente sistemas de hardware e software. Aqueles entusiastas dos últimos avanços que se capacitem para fornecer a manutenção contarão com um grande diferencial profissional em relação ao resto.

Vinícius Albuquerque da Rocha expressa: “Pretendo cursar sistemas de informação e computação, somando estas capacidades que adquiro a cada dia”.

   É o caso de Vinícius Albuquerque da Rocha, um jovem aluno do colégio estadual Joaquim Nogueira. Com paixão e curiosidade, o estudante decidiu passar seu período de estágio obrigatório e renumerado, como técnico de informática dentro da área reparações de uma prestigiada loja da capital cearense.

   Em menos de dois meses, Vinícius já conhece e domina o funcionamento programas; assim como de placas e dispositivos internos de computadores, notebooks, tablets, I-Padse I-Phones. Orientado pelo mestre Éricles Fernandes de Queiroz, responsável pelo departamento técnico da empresa, o crescimento do estudante manifestou-se sem demoras. Ao ponto que Vinícius está acompanhando seu orientador em pesquisas e estudos sobre microeletrônica dentro do rubro.
Segurando um soldador tipo “pistola”, o aluno Vinícius expressa: “Desde criança que desejo trabalhar com informática e equipamentos, e sinto que estou ganhando muita experiência. Também acho que, como estou aprendendo bem, não vai ser tão difícil para conseguir um emprego bom. Na faculdade pretendo cursar sistemas de informação e computação, somando estas capacidades que adquiri aqui”, conclui o estagiário.

   Sobre a necessidade de novos especialistas em novas tecnologias, o técnico em hardware Éricles Queiroz, Afirma que na sua loja,  “diariamente, recebemos serviços encaminhados por outras lojas do setor, por não terem o pessoal adequado para este serviço” . A inserção destes futuros profissionais no mercado, ganha maiores possibilidades.