13
set

Projetos oferecem formação em vários níveis profissionais.

publicado no Caderno 4.

                Desde 1937, com a criação da Sociedade Brasileira de Educação Rural,a escolarização através da profissionalização de jovens e adultos do campo acabou tornando-se regra para alavancar a autonomia do segmento.

O interior cearense nunca teve tanto acesso à formação profissional. Cabe ao interessado investir nas suas capacidades sem demoras.

             Nesse sentido, o Ceará avançou na formação do homem do campo por meio de entidades como a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ematerce), a Universidade Federal do Ceará (UFC) e a Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do Ceará (Fetraece). Instituições que oferecem capacitações para novos negócios, focando nas atividades de agricultores e expositores, dentro do marco das novas tecnologias e inovações.

                 A Ematerce atende 181 municípios cearenses. São 71 escritórios locais, 18 regionais e 16 postos avançados. Aos interessados são oferecidos 450 tipos de capacitações, dentre elas: cursos técnicos nas áreas de bovinocultura, ovinocaprinocultura, apicultura e cajucultura; capacitação em gestão de negócio, comercialização e cooperativismo, segurança alimentar e nutricional. Junto com oficinas em turismo rural, artesanato e frutos tropicais. Ao longo de 2011 foram educados 3180 produtores cearenses.

      Projetos de educação para jovens e adultos do Campo são desenvolvidos também pela Secretaria do Desenvolvimento Agrário do Estado do Ceará. Por meio dos projetos Casa Digital, que oferece Internet gratuita para comunidades do interior, e o Arca das Letras, que fomenta a leitura. Nesse último, cerca de dois mil agentes de leitura já foram capacitados para incentivar atividades de ler e escrever.

SERVIÇO:

EMATERCE: Avenida Pereira Filgueiras, 825. – Centro – Fortaleza – CE. Tel.: (85) 3101.2416.

FETRAECE: Avenida Visconde do Rio Branco, 2198, Joaquim Távora – Fortaleza – CE. www.fetraece.org.br

Programas Casa Digital e Arca das Letras: arcadasletras@mda.gov.br. Site: http://www.mda.gov.br


ESCOLAS DA TERRA

As aulas práticas com complementos teóricos do SENAR e das Escolas Agrícolas fornecem as experiências necessárias para os ofícios do profissional do campo.

         Outras portas da qualificação profissional estão abertas nas Escolas Agrícolas. Os alunos, além de aprenderem as cadeiras básicas, têm a chance de se aprofundar no elemento fundamental: a terra. São ofertadas atividades ligadas à agricultura, pesca e pecuária, como aprisco, pocilga, unidade leiteira, casa do mel, aviário, estábulo, curral bovino, galpão de marcenaria e açudes.

         Uma clara aposta do governo cearense está no programa de Escolas Profissionalizantes (EP). Até hoje estão em funcionamento 80 unidades com uma estimativa da Secretaria de Educação do Estado de que até 2013 esse número chegue a 95. Entre os ensinos disponibilizados nas EPs estão: administração, turismo, enfermagem, tecelagem, eletromecânica, finanças, meio ambiente, mineração, química, produção de moda, nutrição, petróleo e gás, fruticultura, edificações, secretariado e informática.

         O fortalecimento do setor rural, necessário para a convivência com o semiárido, acontece nestas instituições e em muitas outras. Importante é entrar em contato e fazer parte delas logo: o campo espera pelos seus novos expertos.


SERVIÇO:

Escolas Agrícolas. Crato: Tel.: (88) 523-2642. E-mail: eafcrato@bol.com. Iguatú: (88) 582-1000. E-mail: eafi.gabinete@terra.com.br. Lavras da Mangabeira: Fone: (85) 3466.400. Monsenhor Tabosa: (88) 34221120. E-mail: cemonstabosa@yahoo.com.br
Secretaria de Educação do Ceará: www.seduc.ce.gov.br/