Caderno 6 - Turismo: mercado aquecido

23 agosto

Novo Patamar | Negócios e Eventos

Centro de Eventos reduziu a sazonalidade na ocupação hoteleira.

IP - Fascículo 06 - 04_08_16_Página_08

O segmento de eventos no Estado vem se revelando muito promissor, especialmente pelo potencial de atração que Fortaleza passou a ter com a construção do Centro de

Eventos do Ceará (CEC). Segundo Lívia Holanda, Gerente Geral do complexo, após a inauguração do CEC, há uma estimativa de que foram gerados mais de mil empregos relacionados ao setor. Hoje, o CEC representa cerca de 1% do PIB do Ceará. “Por ano, o Centro de Eventos do Ceará recebe, em média, de 120 a 130 eventos. Os meses de maio a novembro são, normalmente, o período com o maior número de eventos, com cerca de 15 a 25 por mês. O período de dezembro a abril tem uma demanda mais baixa, com cerca de 5 a 10 por mês”, revela Lívia.

Para a Gerente do CEC, Fortaleza passou a um novo patamar, em termos de atração de grandes eventos, e vem, cada vez mais, alavancando o turismo de negócios no Ceará. Ela garante que o Centro de Eventos reduziu a sazonalidade na ocupação hoteleira, que antes era intensa somente nos períodos de alta estação. “Além disso, o turista de negócios gasta três vezes mais que o turista de lazer”, completa a gerente.

O potencial gerador de emprego do setor é bastante significativo, principalmente se for considerada a diversificada lista de profissionais necessários para a realização de um evento. De acordo com Lívia Holanda, na equipe, é indispensável o trabalho do montador, do organizador de eventos, da agência, da empresa de ambulância, da empresa de limpeza, da empresa de segurança, da gráfica, das empresas de audiovisual e sonora, da empresa de alimentação (buffets), da empresa de cenografia, de paisagismo, de seguro de eventos, de recepcionista, de tradução simultânea, de receptivo, de brigada de incêndio, dentre outras, além dos profissionais ligados à hotelaria e aos transportes.

 

CAPACITAÇÃO

A Professora Milena Auip, Coordenadora dos cursos de Graduação Tecnológica em  Eventos da Universidade de Fortaleza (Unifor), afirma que o mercado de eventos se mantém em alta, mesmo com a crise econômica do país. “Os promotores de eventos podem até diminuir o tamanho do evento, negociar mais com fornecedores, mas não estão deixando de realizar, principalmente porque os eventos que estão acontecendo hoje foram planejados há mais de um ano”, explica Milena.

De acordo com a professora da Unifor, o mercado de eventos cresce a cada dia e não vai faltar emprego para quem se capacitar para o setor. “O jovem que ingressar nessa área pode trabalhar em diversos setores, desde aqueles que exigem mais conhecimento, como o organizador ou produtor de eventos, até áreas como captação de eventos, infraestrutura, alimentos e bebidas, decoração, mestre de cerimonias, dentre outras”, garante Milena.

A Coordenadora diz, ainda, que o profissional de Eventos formado pela Unifor pode atuar como planejador e executivo em instituições da iniciativa pública e privada, com destaque para a gestão em eventos. Ele possui perfil empreendedor, opera com visão sistêmica a respeito do fenômeno do turismo de eventos, prestando serviço especializado no planejamento, organização e execução de eventos sociais, esportivos, culturais, científicos, artísticos, de lazer e outros, com orientação ética, ambiental e legal.

O Curso Superior de Tecnologia em Eventos da Unifor foi criado em 2012. Já formou seis turmas e capacitou mais de 80 profissionais da área. A duração total do curso é de 1.620 horas/aula, e o currículo está organizado em quatro semestres.

Como em qualquer área, a capacitação técnica é imprescindível, mas é preciso trabalhar também com criatividade, iniciativa e determinação. A grande vantagem é sempre trabalhar com pessoas e ações diferentes. O profissional desse setor não possui rotina. A desvantagem é sempre trabalhar durante a diversão das outras pessoas. Dessa forma, é preciso ter disponibilidade”, avisa Milena.

 

QUALIFICAÇÃO

Cursos técnicos na área de eventos – Senac-CE:

  • Técnico em Eventos
  • Organizador de Eventos
  • Recepcionista de Eventos
  • Mestre de Cerimônias
  • Cerimonial e Protocolo para Eventos
  • Organização de Casamentos
  • Produção de Feiras e Exposições
  • Produção de Eventos Corporativos